Resenhas

Resenha: Um amor perfeito – Susan Fox

Postado por em fevereiro 3, 2015

Comecei a ler esse livro muito tempo atrás mas não dei continuidade, como vocês já estão cansados de saber eu não gosto de romance, ou melhor, não gosto de filmes românticos porque aos livros com certeza já me rendi. Um amor perfeito é um livro da minha mãe, sempre gostei da capa dele e só quis ler por isso mas como implicava com romance deixei de lado. Peguei ele de novo semana passada e me arrependi completamente de não ter lido antes, vamos lá saber o motivo:

Título: Um amor perfeito
Autor: Susan Fox
Editora: Única
Páginas:181
Sinopse: Wade e Miriam se apaixonaram na adolescência e esse amor permaneceu na vida adulta deles. A vida parecia um sonho: a família perfeita, o homem ideal, a mulher dos seus sonhos, o trabalho prazeroso. Até que um imprevisto ameaça a relação.

Resenha: A história se inicia com Miriam no hospital tendo lembranças do dia de seu casamento com Wade, dançando aos braços de seu marido, fazendo juras de amor, trilhando sonhos, planejando sua vida e se imaginando com ele para sempre. Miriam e Wade “herdam” o Rancho Bly dos pais de Wade depois de 8 anos de casados e já com sua pequena Jessie (Jéssica), um dos sonhos realizado para sua vida juntos. Enquanto Wade cuida da esposa no hospital, ele se lembra de vários dias até o momento do imprevisto, os melhores momentos ao lado dela e da filha.
Quando Miriam acorda, tem um choque enorme que desestabiliza sua vida tanto emocional quanto física, prejudicando Wade, a pequena Jéssica, o Rancho, e pondo em risco sua relação com o marido perfeito. Miriam entra em depressão, se encontra perdida no seu mundo, dentro de uma cápsula da qual não pretende sair e fazendo Wade se culpar por achar que não conseguiu cumprir a promessa de proteger sua família. Mas ele não desiste da amada e fica ao seu lado todos os dias esperando ansiosamente ter sua esposa de volta.

DSC_0646

O livro inicialmente é feito de lembranças de Wade desde o dia em que mudaram para o Rancho até o dia em que Miriam vai ao hospital e eu achei isso muito interessante. É como se a Susan voltasse ao passado para entendermos as primeiras frases do livro mas traz isso como um simples pensamento nos devaneios dos personagens entre pequenos parágrafos do momento atual.

É uma fome insaciável por páginas até descobrir o por que dela estar internada e por que Wade lamenta e se culpa tanto. Tive vontade de fechar o livro e desistir da leitura quando descobri, é de partir o coração e de fazer os apaixonados e sensíveis chorarem. É um romance que desperta a vontade de amar, achar aquele cara perfeito que é peça rara hoje em dia, além do choque de realidade que ajuda a por os sonhadores de pezinhos no chão, uma prova de que nem tudo é como queremos e que não estamos no controle do nosso futuro.

É uma leitura simples e leve, rápida mas sem dúvidas ou partes difíceis de entender, no fim a autora corre um pouquinho, algumas coisas poderiam ter sido mais detalhadas e não simplesmente “BUM! Aconteceu”, até porque não aconteceria de uma hora para outra mas eu amei o livro embora também tenha quase entrado em depressão com a Miriam quando ela soube o que lhe aconteceu.

A capa é linda, só não gostei muito da fonte usada para destacar as lembranças, tem um separador muito fofo também que “avisa” quando mudamos de um tempo para o outro. Se você é uma pessoa do tipo apaixonada que adora um casal feliz, esse é o livro certo para você ou para qualquer um que goste de romance, super recomendo!

010-5

Fotografia | Passeios

É amor por opção

Postado por em janeiro 29, 2015

Eu amo natureza e sempre gostei de estar ao redor dela, o que parece absolutamente raro hoje em dia já que as pessoas perguntam: “Nossa, mas o que você vai fazer roça?” A resposta é simples galera, eu vou respirar, rir, pensar, relembrar, descansar, ler e reviver a esperança de que vale a pena o cansaço do dia a dia se essa for a recompensa, então, sempre que tenho a oportunidade de ir pra algum lugar assim, eu vou.
Só que: vou sempre ao mesmo lugar. Dessa vez foi a primeira vez que minha Nikonzinha clicou por lá e não fotografei muita coisa, quem acompanha ao menos a categoria de fotografia daqui conhece bem, maioria das fotos são de lá então não irei ficar repetindo as coisas. Embora a experiência tenha sido completamente diferente de câmera nova não quis trazer as mesmas coisas cá já que o blog tá passando por transformações imensas ♥. Isso foi um pouquinho da paz que consegui resgatar das minhas férias:

016-7

017-5

035

137

140

046

122-2

123

124

118

068

067

106

023

126

090-2

108

094

097

E no fim do dia poder presenciar algo assim, é com certeza a melhor das sensações, é amor para mais de metros, não tem como hahah!

098

134

133

131

008-7

Eu sempre posto algumas fotos assim que editadas lá no flickr ou no instagram, então acompanhem por lá também porque nem sempre todas virão pro post, e poderei compartilhar mais do meu amor com vocês por essas redes sociais. Beijão! ♥

Fotografia

Duas paixões e o melhor dia de 2014 até então

Postado por em novembro 1, 2014

Mariana, Ouro Preto, História e Fotografia em letra maiúscula para enfatizar meu amor por todos os quatro. Como disse nesse post, fiz uma excursão com a escola para Mariana. A programação era visitar o centro histórico da cidade, almoçar, ir em uma mina de ouro e depois em uma gruta, infelizmente só deu certo até o almoço, mas não tenho nada a reclamar. Esse foi o melhor dia de 2014 pra mim sem qualquer exceção. Conheci pessoas novas (Oi Gabilinda) e passei o tempo agarrada as minhas maiores paixões; História e Fotografia ♥. Galera, o post está enorme então tive que “cortar”, clique em “MAIS” se quiser ver o resto.

SAMSUNG CSC

SAMSUNG CSC

SAMSUNG CSC

SAMSUNG CSC

Essa é a primeira coisa linda de Mariana gente, sou apaixonada com coisas antigas, construções e coisas do tipo, então me aturem KKKKK. Ela é uma das mais ricas Igrejas mineiras e é perfeita, perfeitíssima por dentro, tanto que não é permitido fotografar. Lá tem um instrumento super antigo que ainda é tocado as vezes, não tivemos a oportunidade de ouvir mas se fizer um som parecido com a beleza e riqueza que transmite vale muito a pena. Ah, também tem obras de Aleijadinho nela.

SAMSUNG CSC

SAMSUNG CSC

SAMSUNG CSC

SAMSUNG CSC

SAMSUNG CSC

Essa é a praça Gomes Freire, como diz o guia é “A pracinha mais charmosa de Mariana” e olha, vamos concordar. De frente para essa pracinha foi onde fizemos a festa em lembrancinhas, mais de 80% dos alunos compraram algo na lojinha que tem lá. Uma lojinha super fofa com várias coisas diferentes para você comprar. Tinha até caneca personalizada ♥. Ficamos um tempão na praça e então partimos para a praça Minas Gerais. (Essa é a Gabis linda que me deixou tirar um taaanto de fotos dela, a pessoa mais fofa que já conheci na vida)

SAMSUNG CSC

SAMSUNG CSC

SAMSUNG CSC

SAMSUNG CSC

Essa praça se chama Minas Gerais e fica em Mariana, além das duas Igrejas também tinha a Casa da Câmara e Cadeia e o Pelourinho onde eram castigados os infratores que estavam na cadeia. A vista dela é absurdamente maravilhosa (para quem gosta de montanhas/natureza) como podem ver na última foto. E as casinhas nesse estilo são o completo charme de ambas as cidades. Depois de visitar essa praça nós almoçamos e ficamos um tempinho na praça Gomes Freire descansando para ir à mina.

Não tinha luz na região da mina então não pudemos entrar, como ainda era muito cedo a maioria não queria vir embora. Como na ida, Mariana fica após Ouro Preto, pedimos o motorista para dar uma parada lá e resolvemos passear até o centro da cidade.

SAMSUNG CSC

SAMSUNG CSC

SAMSUNG CSC

SAMSUNG CSC

SAMSUNG CSC

SAMSUNG CSC

SAMSUNG CSC

SAMSUNG CSC

Em OP não tínhamos guia, então falar o que vimos ou deixamos de ver é inútil, mesmo porque eu não sei hsuasha. Tá bom, parei. Anyway, foram separados dois grupos: Os que queriam ir e os que não queriam ir. Os que não queriam ficaram pra trás e os que queriam (o que eu estava) chegou na praça e ficou esperando sentado. Lá decidimos que iríamos a feirinha, novamente digo que o post e as fotos sobre ela está aqui. Acho que descer em Ouro Preto valeu mais a pena que entrar na mina ♥

SAMSUNG CSC

SAMSUNG CSC

SAMSUNG CSC

SAMSUNG CSC

SAMSUNG CSC

SAMSUNG CSC

SAMSUNG CSC

SAMSUNG CSC

SAMSUNG CSC

SAMSUNG CSC

Essa é a área da pracinha e na última foto é o museu. Por fora parece pequeno, só parece mesmo. São R$10,00 para entrar mas como estávamos em excursão de escola pública e tal eles fizeram por R$5,00. Gente, esse museu parece que não tem fim e tem muita história mineira lá dentro. Como lá é enorme perdemos a noção do tempo, perdemos das outras pessoas e nos perdemos no museu também, a Joyce não conseguia controlar a mão e sempre encostava nos objetos que não eram protegidos, teve 3 avisos até os guardas não tirarem mais o olho dela. O que achei mais interessante no museu foram as roupas e os livros/cadernos/anotações mas tudo lá é muito interessante de ver e ler sobre o que é aquilo, várias aulas de história voltaram a minha mente em questão de segundos. É uma pena que esse dia tenha acabado.

SAMSUNG CSC

SAMSUNG CSC

SAMSUNG CSC

SAMSUNG CSC

SAMSUNG CSC

SAMSUNG CSC

SAMSUNG CSC

SAMSUNG CSC

É hora de dar tchau.

Post enorme né galera? Sem sobra de dúvidas esse foi o melhor post que já fiz na minha vida, não digo em conteúdo porque muitos não podem gostar, mas por estar comentando e compartilhando as coisas que eu mais amo. O que vocês acharam das fotos? Das cidades? Comeeeentem!