Resenhas

Resenha: A maldição do tigre – Colleen Houck

By on abril 17, 2015

Mais um livro da minha Wishlist literária que vai ser atualizada logo. Dela eu já li três livros, a resenha de Princesa Adormecida você pode ver aqui e a de Extraordinário vai sair daqui uns dias. Esse livro, A maldição do tigre é outro que comprei mais pela capa do que pelo o que eu já tinha lido sobre ele e não me arrependo disso, arrependo de não ter dinheiro para comprar os próximos hahahah, mas a ansiedade para ler os outros não é tão grande assim e vamos descobrir agora na resenha o motivo disso.

A maldição do tigre é um livro envolvente, exótico e com certeza muito mágico. O exótico se dá pelo motivo de a maior parte da história se passar na Índia, apresentando mitos hindus e não ficar na mesmice dos livros atuais mais destacados, já que, é meio impossível não citar mesmo que minimamente algo sobre a cultura de onde se passa a aventura que os personagens vivem.

Título: A maldição do Tigre
Autor: Colleen Houck
Editora: Arqueiro
Páginas: 352
Onde comprar: Livraria CulturaSaraivaSubmarinoTravessa

Tudo começou com uma maldição lançada por um mago em dois príncipes da Índia, Dhiren e Kishan que foram transformados em Tigres há mais de 300 anos. Enquanto o paradeiro de Kishan é desconhecido, Ren (Dhiren) é um tigre branco e a principal atração do Circo Maurizio em Oregon nos EUA, onde Kelsey é contratada para trabalhar durante o verão.

Kelsey é uma jovem de 17 anos e órfã que mora com seus pais adotivos. Ela foi designada a trabalhar com Ren e sente uma conexão entre eles, começa a passar o seu tempo livre com o tigre e tenta fazer o possível para afastar a solidão do animal com suas leituras. Kelsey desejava que seu tigre fosse livre mas ela não imaginava que isso estava bem perto de acontecer e que ela poderia ser a única pessoa capaz de ajudá-lo.

A fim de levar Ren a uma reserva selvagem na Índia, ela embarca numa aventura emocionante para livrar o príncipe da maldição enfrentando diversas criaturas estranhas, cidades escondidas e forças mágicas para decifrar a profecia de Durga. Mas é impossível Kelsey não se apaixonar pelo seu lindo felino e pelo encantador príncipe por trás dele.

Adorei como Colleen soube lidar com tudo e descrever os lugares da melhor forma possível, mas ela foi muito detalhista o que cansa um pouquinho e dá vontade de pular as linhas (realmente). Os personagens são completamente apaixonantes, Ren principalmente e Kelsey consegue conquistar o leitor no início da aventura, só no início.

Como sou apaixonada por gatinhos (e tigres), minha parte preferida é claro, são as partes sobre Ren. O que não gostei muito em Kishan é que ele também pode passar a gostar da Kelsey e isso vai levar a história toda para o lado Crepúsculo de ser, ela se apaixona pelos dois, não saberá com quem ficar e com isso o livro vai perdendo a essência, então imaginando isso criei um bloqueio pessoal entre eu e ele hahah. Mas para os românticos de plantão, acontecendo isso ou não, vão adorar ler este e provavelmente os outros 4 livros da série. Os dois príncipes são absolutamente sedutores, lindos, irresistíveis, aqueles que só existem em livros e você se apaixona na primeira fala, e isso pode ser umas melhores razões para ler a série toda.

Já a Kelsey consegue aborrecer qualquer um que esteja lendo em questão de segundos com seus dramas desnecessários. A personagem é um amor no começo mas depois de bancar a corajosa começa com todo o tipo de “mimimi” possível. Principalmente quando ela pensa ter razão em tudo e decide não seguir seu coração, sendo teimosa e cabeça dura machucando profundamente Ren. É exatamente nessa hora que dá vontade de mergulhar na história e puxar a Kelsey para fora dela. Mas ela ainda tem muitos livros para se redimir e espero ansiosamente que ela consiga.

É um livro e tanto mas tem seus altos e baixos como todos os outros. Como disse lá em cima, me apaixonei pela capa e a diagramação não deixa a desejar, é simples porem bem fofa. A leitura não é tão suave assim, requer atenção devido aos nomes indianos como os dos Deuses e das cavernas e cidades mas também não é algo pesado e cansativo. O livro contém 352 páginas que vão te proporcionar todo tipo de sentimento, de felicidade á raiva, também podem te fazer rir ou dar vontade de jogar o livro longe. É um bocado de emoção que vale a pena sentir!

  1. Oi, Luanna!
    Awn, esse livro ♥ Ainda não li, mas li uns comentários super positivos a respeito dessa série e também parece que vai virar filme, então já estou correndo pra comprar logo e assistir antes da adaptação! As suas fotos ficam lindas demais e eu sei comentários então, já quero ele HAUAHUA. Mas assim, o enredo me parece ser bastante interessante, pena que a autora foi detalhista até um pouco mais! Amei o seu blog, tudo lindo por aqui (:

    Beijos,
    http://umgrandevicioliterario.blogspot.com.br/

  2. Olá Luana!
    Sei que cada um tema a sua opinião e seus gostos, mas não concordei em certas coisas que você disse, por exemplo dos detalhes. Se são realmente ELES que vão dar aquele gostinho de imaginar cada cena, cada diálogo etc. E falando da Kells, ela é uma peça e tem hora que desejamos matá-la, principalmente nos próximos livros. Fora isso ele é um amor e nos faz ver o lado romântico do Ren e do Kishan!
    Como eu disse, talvez tenha essa opinião por que já li os 4 livros, fora traduções, textos e poemas e posso dizer, dê uma chance ao livro que ele vai te surpreender! Ah, e mesmo ela divida não se compara com nenhum livro já lido, é tudo muito novo e intenso!
    Beijinhos :**

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *