Cinema

Filme da semana: The Purge

Ano novo, projetos novos e um deles é fazer um post de filme da semana pelo menos duas vezes por mês. Pra iniciar esse projetão lindo o primeiro filme é de que? Isso mesmo, quem me conhece e/ou acompanha o Lua sabe: TERROR. Quem me acompanha no twitter já sabe o que rola no filme porque nada melhor que essa rede social para extravasar as emoções, eu assisti o filme pela Netflix já que ela colocou nos recomendados -obrigada Net, te amo ♥-

O filme The Purge (no Brasil chama Uma noite de crime) foi lançado em 2013 e dirigido por James DeMonaco. Para os que não gostam de filmes de terror com demônios e assombrações pode ficar tranquilo porque esse é só com assassinatos.

The Purge é um filme que se passa nos EUA enquanto eles vivem o menor índice de criminalidade graças ao Expurgo. O Expurgo acontece uma vez por ano por 12 horas de um dia onde tudo é permitido, todo tipo de crime, vários tipos de armas, bombeiros e policiais não estarão em serviço, só a sorte que talvez possa estar a seu favor. São 12 horas para matar os sem teto e pobres que não podem se proteger e tudo isso para alavancar a economia do país. Não que os ricos estejam imunes, qualquer pessoa pode ser morta mas os ricos podem arcar com sistemas de segurança e estão sempre apoiando o Expurgo, mesmo que não saiam na rua e matem alguém. Eles se confinam em suas casas e esperam até o próximo dia.

James Sandis e sua família são os principais da história, ele é representante de um dos equipamentos de segurança mais procurados para os dias do Expurgo e se acha capaz de proteger sua família pelas 12 horas desse dia. Esse pensamento muda quando seu filho mais novo Charlie decide desativar o sistema de segurança e abrigar um sem teto ferido que estava sendo perseguido por quem executa o Expurgo.
Não demorou muito para acharem quem abrigou o sem teto e James ouve batidas muito inesperadas na sua porta, sim, era o grupo que perseguia o sem teto. Eles fizeram uma proposta: Ou ele entregava o sem teto ou eles entravam, matavam o sem teto e toda sua família ia junto, eles estimulam um tempo para que James decida o que ele quer fazer, mas adivinhem?! O tempo acaba.

O QUE EU ACHEI

No início do filme a gente acha que o Charlie é um esquisitão dos paranauês malucos que vai ajudar o pessoal a invadir a casa dele e matar toda sua família, mas quando a mão dele coça pra suspender o sistema e abrigar o sem teto isso muda imediatamente, sem contar que depois a criança ajuda o cara a se esconder dos próprios pais. Ele vai ficar sendo o meu personagem preferido e depois dele vem o líder do grupo dos Expurgadores(?). O final é legal, é algo que nem passa na mente de quem tá assistindo e não tem como falar dele sem dar spoiler então só vou falar que é legal mesmo.

No geral, para quem gosta de filmes desse tipo, terror, confinamento, suspense acho que é uma boa pra passar o tempo, não dá medo, não assusta porque não tem nada tão inesperado – talvez alguns sustinhos sim – porem considerei um filme leve, para um filme de assassinato não tem tanto sangue e não tem ninguém decepando a cabeça de outra pessoa, então é algo que você pode assistir até tarde da noite, sozinho e com a luz apagada mas é bom trancar a porta né. Eu sou muito fã de filmes de terror e mesmo tendo considerado esse leve não considerei ruim, como disse, é bom para passar o tempo, sair do tédio mas ele também não é óóóótimo. É bom pra gente muito “fraca” quando se trata desse gênero de filme, um pouco divertido também para aqueles que não são.

Em 2014 foi lançado o The Purge: Anarchy que parece ser melhor do que o primeiro e mês que vem eu venho falar dele aqui também porque já tenho o filme da terceira semana do mês e para os medrosos de plantão, fiquem tranquilos porque não é terror ♥.

You Might Also Like

No Comments

Leave a Reply