Texto

Você do seu jeito

Postado por em janeiro 15, 2014

Oi gente, como vocês estão? Espero que bem. A falta de sono na madrugada me fez pensar sobre isso e resolvi escrever mesmo que seja postado amanhã de manhã, é bem provável que eu durma antes de acabar por também estar assistindo filminho; o dia depois de amanhã <3

.

Bom meninas e meninos também, sei que esse texto pode não influenciar ninguém mas é sobre o que quero escrever agora, afinal, fiz um blog pra mim e não para agradar os outros. O que mais me fez refletir mesmo foi o post do blog Valeu a pena esperar, sobre quanto blogueiras ganham e afins… Esse texto é voltado para  para qualquer tipo de pessoa.
Atualmente vemos por aí pessoas se humilhando para estarem no lugar ou a altura de outras, eu penso comigo sempre o porque de estarem fazendo isso, vamos ao que eu acho… Eu, Luanna sempre fui a gordinha da família, familiares brigando comigo o tempo todo por não ligar muito pra maquiagem e minha prima sempre desde de pequena bem vaidosa. Imploravam pra eu aprender com ela que roupas vestir, como usar maquiagens e como estar sempre bonitinha (também imploram pra eu arrumar um namorado) e eu não gosto disso, já cheguei a pensar no assunto de aprender com ela mas não via motivos. Não sou e nunca fui o tipo de garota que passa maquiagem até para atender o portão, passo em casamentos e isso é muito, difícil me verem com as unhas feitas, cabelo alisado ou qualquer coisa desse tipo, eu não gosto e não vou fazer, simples não é? Não quero agradar ninguém além de mim, me sinto bem comigo assim, eu sou assim e se eu tentar ser outra pessoa vai ser algo muito superficial e não vai prestar. O mesmo caso que a Jéssica citou no post, se for fazer um blog com a intenção de ganhar dinheiro, desista. Copiar o que as outras blogueiras fazem não vai te levar a lugar nenhum, não vai te dar o dinheiro delas. Para se sobresair em algo tente ser você mesma, se empenhe no que sabe fazer e não em copiar os outros, além de ter uma má fama não vai conquistar o objetivo desejado. Não Vale a pena ser o que as pessoas querem, vale a pena ser você e saber o que é capaz de fazer por si. Pensem nisso, não se deixem levar por qualquer coisinha, vale a pena esperar, acreditem! 😉

Texto

Fato da vida

Postado por em dezembro 25, 2013

Oi galerinha, finalmente uma pausa para descansar porque nada define meu cansaço, espero que estejam aproveitando bastante o natal de vocês pois o meu está uma maravilha e eu tenho agradecer muito a Deus por ter me proporcionado isso.. Falando em Deus, ontem assim como em todo natal eu fui a Missa da cidade da minha tia, e eu amo amo amo a Missa de lá, é bem perfeita mesmo e em uma parte dela o Padre leu um texto, número 4 do folhetinho chama Fato da vida e eu o trouxe para cá porque achei bastante interessante e fala de fatos recentemente acontecidos aqui em Minas. Eu não tinha visto no jornal na época mas foi uma coisa que me deixou triste, digamos.. Vamos ler o textinho? E quero a opinião de vocês em relação ao assunto ok?

FATO DA VIDA



Jesus nasceu ali, no banheiro de um hospital de “Belo” Horizonte, bem na Avenida que conduz o povo ao Mineirão e ao aeroporto de Confins, um grande hospital da cidade, cujo nome também é Hospital Belo Horizonte. Uma senhora prestes a dar a luz à luz, recebeu uma ficha de atendimento de urgência, não foi atendida com dignidade, com dores terríveis permaneceu esperando e nada de atendimento. Não suportando mais as dores foi até o banheiro e com ajuda de uma companheira de espera deu a luz. Infelizmente a criança veio a falecer nos braços de uma médica. Assustada com o acontecimento, ela pegou a criança e a levou para sala, mas não teve jeito, tudo por falta de respeito à pessoa humana. Nessa mesma ocasião, um jogador de futebol da capital teve um probleminha que o impediu de jogar por algum tempo. Foi o maior comentário, a imprensa brasileira deu a maior cobertura. A imprensa tem razão, o jogador ganha pouca mais que um milhão de reais por mês e joga em um time grande. A torcida do time sentiu-se viúva, parecia que havia perdido tudo. O tal jogador recebeu apoio até da presidente Dilma, que passou uma mensagem manifestando o desejo de recuperação. O mesmo foi submetido a todo tipo de tratamento em hospitais com tudo do melhor, tudo, tudo para o jogador, para o rico, nada, nada para a mãe pobre. De um lado atenção total para um, do outro, uma mãe ganha o filho no banheiro, dentro de um hospital, onde havia médicos e condições de atendimento digno, mas a pobre não tinha dinheiro para saciar a fome da grana de alguns médicos e hospitais que continuam ignorando os pobres deste país de uns poucos. É apenas mais um caso dos milhões que aconteceu neste país, nesta cidade, onde a medicina mercantilista é exercida por alguns médicos inescrupulosos que não cumprem o juramento feito quando da formatura, ou recebimento do diploma. “Eu votei na Dilma, não me arrependi, quero como leitor dela pedir desculpas à senhora, a mãe e ao pai da criança”. “Eu peço desculpas, pois o Brasil tem muito dinheiro, mas não investi em hospitais e em saúde como devia, pois, gastamos tudo na construção do Mineirão, do Maracanã, na Arena do corintinhans e outros, não deu, não sobrou para a saúde. O importante é a Copa, é o povo feliz”

Bom galerinha, o que acham disso? Comentem, quero saber o pensamento de vocês!!

Texto

Feliz natal e um próspero ano novo

Postado por em dezembro 20, 2013

Boa noite galera, como vocês estão? Hoje eu estou super bem porque o blog alcançou 982 visualizações diárias (até agora) e é a primeira vez que isso acontece, não tenho palavras para descrever o quanto estou feliz, o máximo que chegamos foi entre 520 a 560 e hoje essa surpresa *-* Para completar meu fim de ano só falta mesmo a página alcançar 150 curtidas, e faltam só duas.. é possível não é mesmo? Mas não foi pra isso que vim aqui…

Como todo mundo obviamente sabe o fim de ano chegou e com isso vem as viagens, passeios e afins e eu como gosto muito de curtir a família vou passar as duas datas fora, o que vai me impedir de atualizar o blog na semana seguinte e na próxima, amanhã irei comprar minha roupa de natal e ano novo, domingo vou passar o dia inteiro conversando com minha prima que chega de São Paulo amanhã, depois de 1 ano sem ver temos muita conversa a por em dia, segunda tenho salão que serão os toques finais para o natal e dia 27 eu viajo, posso até tentar postar o resumo do meu natal para vocês mas talvez eu nem volte para casa no dia 25 então será realmente um pouco complicado eu encontrar outra data para aparecer aqui então eu resolvi procurar um continho de natal para vocês e aproveitar para já deixar minhas felicitações  para os leitores mais lindos do mundo, que vocês tenham o melhor natal e o melhor dia da Paz Mundial que já tiveram e que 2014 seja melhor que 2013 em todos os sentidos ♥

Noite de natal

A noite havia chegado depressa, naquela pequena vila da Europa; era véspera de Natal; soprava um vento gelado e havia neve no chão. Aquele pobre vendedor de feira tinha passado o dia inteiro vendendo uns poucos, simples brinquedos de madeira e pano. Graças a Deus, havia vendido quase todos. Na verdade, só tinha sobrado uma linda boneca, que ele havia pensado em vender por um bom dinheiro. Mas a rua já estava deserta, poucas pessoas passavam apressadas, sem prestar atenção aos seus chamados. É a ultima ! dizia ele já desconsolado a última boneca ! Ninguém quer levá-la ? Como ninguém parava, ele começou a desmontar a barraca. O frio era intenso, dava vontade de correr para dentro de casa, ficar junto da lareira….. Só então, ele percebeu a figurinha magra de uma menina teria uns seis anos, tremia de frio , mas estava quieta, calada, parada, olhando fixamente a boneca. Vá para casa, menina ! – disse-lhe o vendedor. Vá para casa, aquecer-se um pouco ! A menina não respondia. No rosto magro, só se viam os olhos fixos, enormes; ela não escutava nada. O vendedor ainda perguntou: – Onde está a sua mãe ? – Ela morreu, disse a garota num fio de voz. Não tenho mais ninguém ! O vendedor era pobre, muito pobre; mas o brilho dos olhos enormes daquela menina o cativou; e . de repente, levado por uma força estranha, estendeu a boneca para a garota. Ela a pegou, a abraçou, murmurou um: – obrigada !! – e se foi. Naquele mesmo instante, uma estrela de um brilho excepcional se desprendeu; acendeu-se mais intensamente, atravessou o veludo escuro do céu e se perdeu, enfim, no horizonte distante. O vendedor acompanhou admirado o seu trajeto.. E soube, do fundo do seu coração, que esse sinal era o agradecimento de uma mãe.