Browsing Category

Texto

Texto

O que aconteceu quando fiquei uma semana sem entrar no facebook.

Sei que á muito tempo não apareço por aqui, mas pode ter certeza que por todo esse período eu estava com dor no coração por não escrever mais. E depois de um bloqueio super extra hiper comprido e agonizante, decidi voltar falando sobre uma mudança que fiz na minha semana: Fiquei sem entrar em nenhuma rede social.

Procrastinar é um dom. Sinceramente, eu domino essa arte tão bem como Mozart dominava a música, mas infelizmente, é um ato sem nenhum ponto positivo. Chegou um momento então que eu cansei… Cansei de gastar tanto tempo á toa, de ficar me sentindo toda mole e sem disposição o dia todo e enfim, cansei! E decidi que iria ficar uma semana sem facebook, e claro, não podia guardar essa experiência só para mim. 😉

No primeiro dia, percebia o quanto o movimento “abrir face” era automático em mim. Eu não podia ficar nem 1 minuto sem fazer nada que meu dedo já ia correndo lá, querendo gastar um tempinho á toa contra a minha vontade. Resisti, e mesmo quando eu abria sem querer,eu logo fechava sem dar um fuçada na vida dos outros. “Ué quer dizer então que você passava o dia todo sem nem dar uma olhada em vídeo de gatinho no face?” Claro que não! Eu tinha os meus momentos “fazer nada”, porque afinal, não tem como viver 24hs apenas fazendo coisas racionais e úteis… Ou tem? Mas enfim, nesses momentos eu me vi obrigada a pensar muito mais no que eu teria que fazer e aproveitava esses momentos para fazer pesquisas como: “Amendoim faz bem a saúde?”. Pode parecer inútil, mas se pensarmos bem, fazer pesquisas mesmo o quão idiotas elas aparentam ser, é 1 trilhão de vez mais útil do que ver se a fulana voltou com o namorado ou não.

Eu não bloqueei as notificações porque querendo ou não, eu o uso como um meio de comunicação, então claro que quando aparecia que meu professor me mandou uma mensagem , ou alguma notificação sobre a escola, eu não pensava duas vezes antes de abrir, mas mesmo assim, eu não via nada além disso. Era até estranho pensar o quanto não ficar no celular estava me deixando muito mais ativa e FELIZ durante o dia, resultado, meus dias rendiam muito mais a ponto de todas as minhas tarefas serem riscadas da agenda, eu me sentia tão disposta que tive a minha melhor semana de estudos e consequentemente , as aulas com mais elogios, e por fim, muito amor e paciência com todo mundo a minha volta, incluindo pessoas insuportáveis, alunos e meu gato de estimação.

“Ué Mirelle, e depois de tudo isso o que deu?”

Deu que essa experiência vai ser levada para sempre na minha vida, sem sombra de duvidas! E aliás, recomendo para todos sem exceção. Se desconecte e aproveite sua vida!
Obs: Mas não deixe de continuar seguindo o Lua de Outubro okey? Hahaha
Com amor, M

Pessoal Texto

Obrigada 2015 e até 2016

– Não sei porque essa foto aí, só achei que se encaixaria –

Porque em vez de prometer e desejar mais coisas que eu posso não conseguir cumprir ou conseguir realizar porque vários desses desejos seriam algo como intercâmbio ou comprar o que eu não posso e 2015 já está cheia de wishlists com itens pendentes? E itens que eu não quero mudar, se fizesse uma nova wishlist colocaria as mesmas coisas, sobre ser uma pessoa melhor e essas coisas que só acontecem em climas natalinos, eu já coloquei o que mudaria em mim na 101 coisas em 1001 dias.

O post de hoje é para agradecer as coisas que eu consegui realizar esse ano e olha, algumas coisas podem ser pequenas mas tem um significado enorme para mim. Por exemplo, esse ano peguei um bebê no colo pela primeira vez em 18 anos e era um item da lista de 101 coisas, hoje eu sou madrinha desse bebê e já aprendi tanta coisa com isso que é impossível descrever em post. Eu comecei um curso de design gráfico coisa que eu sempre desejei mas nunca pensei que realmente faria. Desde criancinha sempre sonhei com globos de neve e agora eu tenho 2 tinha 4 mas dois quebraram e graças a minha primeira viagem internacional para um lugar que também estava na lista. Comprei algo relacionado a Alice no país das maravilhas porque eu sempre quis e também comprei uma instax. Como iria em parques aquáticos e tinha piscinas nos hotéis eu comprei um maiô retrô e tudo isso estava na lista de 101 coisas em 1001 dias.

Esse ano eu também comecei a trabalhar com fotografia, fiz o meu primeiro trabalho pago e fotografei a minha primeira criança que é o caminho que eu quero seguir nessa futura carreira, minha relação com minha mãe cresceu bastante e a com minha irmã melhorou. Criei coragem pra sair por aí procurando emprego e embora não tenha conseguido, fazer o que né, continuo na procura para comprar as outras diversas coisas que coloquei nas wishlists desse ano e aí então poder fazer outra. Resolvi doar para creches revistinhas que eu tenho em casa e embora só vá se realizar de fato em 2016, eu já comecei a separar as que ficarão aqui. São diversas coisas mas eu queria fazer um texto mais pequenininho.

Algumas das coisas que citei são tão pequenas na vida de quem tem uma mas para mim isso faz tanta diferença. Eu vejo várias pessoas falando que 2015 foi um ano muito ruim mas fico bem feliz em saber que pessoalmente (com isso quero dizer na minha vida e não “para o mundo”) eu não consigo sentir isso e sim ao contrário. Cresci tanto esse ano que as vezes nem me reconheço mas gosto muito mais de mim agora e desse ano mais que todos os outros. Espero que possa repetir essa última frase no final de 2016 e que seja também um ano inesquecível mas como grande parte disso cabe a mim, farei o possível para realizar esse desejo. E vocês, espero que tenham ótimas festas de fim de ano porque me despeço de vocês aqui. Obrigada por acompanharem o Lua em 2015 e ainda não sei se volto com ele no próximo ano, provável que sim mas um beijo grande em todos que curtiram, comentaram, compartilharam e gostaram do que foi o blog esse ano. Esse é o último post mas eu prometo prometidinho postar na página durante essas duas semanas restantes. ♥

Texto

#4TUC – Paz e amor é o que eu quero pra nós. ♥

Quem diz que o ano passou muito devagar está viajando na maionese. Parece que foi ontem quando toda minha família começou o desespero, as ligações exageradas para cobrar aquilo, lembrar daquilo e informar aqueloutro, fazer as pazes com quem tinham discutido ou fazer uma mochilinha e esperar minha prima chegar de São Paulo na casa da minha tia em outra cidade, apesar de “tudo isso” – o que não é muito – estávamos todos felizes. O Natal sempre foi festinha grande na minha família, eu e minha mãe sempre vamos uns 3 dias antes para a casa da minha tia ajudar nos preparativos e fazer as famosas comprinhas de fim de ano, não há shopping em BH que deixamos de pisar e não há coração mole de mãe que negue aquele presentinho nessa época. Acredito eu, que o dia 25 além do direto significado, é o dia da família, dia de união, perdão e compaixão, o dia em que se deve dedicar 25hrs (sim, 25) e 01min para todos aqueles que ama e fazer tudo por eles, ouvir, contar, abraçar e sentir em paz consigo mesmo. Já dezembro é o mês mais amoroso, alegre e colorido que podemos ter no ano.
Quando se é criança, dezembro é um mês de esperança, maioria de nós ficávamos muito ansiosos para abrir os presentes, para montar a árvore e escrever uma cartinha para o papai noel mas embora isso mude a medida que crescemos, a magia nunca acaba para ninguém. Eu amaaava e ainda amo ter uma árvore de natal em casa cheia de luzes coloridas piscando na sala, atualmente colocamos o pisca-pisca no telhado e nem montamos mais a árvore o que é absurdamente desanimador. Dezembro sempre vai ser o mês mais festivo para muitos, aliás, não é todo mundo que acredita ou considera tudo isso que acabei de dizer, devido algum fator religioso e outras crenças ou simplesmente não creem. Eu trouxe comigo alguns ensinamentos sobre o que queremos, o que somos ou podemos ser e se somos melhores no Natal, por quê não fazer de todos os meses dezembro e de todos os dias, o dia 25? Queremos bem materiais? Claro que sim mas por quê não um pouquinho de espiritualidade também? Boas memórias e um pouco de reconhecimento é do que precisamos. Paz e amor é o que eu quero pra nós. ♥


#4 Things Until Christmas é um projeto de natal que visa estimular a criatividade, a interação e compartilhar bons sentimentos para o fim do ano e ínicio de 2015. Criado por mim e pela Aléxia (Coisas de Aléxia) separamos quatro tipos de postagens para cada semana restante até o dia de Natal, são elas:

♥ 1° semana -> Texto
♥ 2° semana -> DIY
♥ 3° semana -> Fotografias
♥ 4° semana -> 25 coisas que esperamos para 2015